ENTENDA A TRANSIÇÃO ENERGÉTICA: O QUE MUDARÁ COM O FIM DA PANDEMIA?

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Você já ouviu falar sobre a transição energética? Ela já é uma realidade e tende a alcançar novos patamares com o tempo e as mudanças que vêm acontecendo no mundo com relação à adaptação para energias mais sustentáveis. Entenda melhor sobre o assunto neste post!

O setor de energia irá sofrer uma grande mudança com o fim da pandemia. De modo que, a humanidade percebeu que seus atos impactam diretamente no mundo a sua volta e o novo Coronavírus foi uma das consequências das atividades humanas na natureza.

Com o fim da pandemia é possível prever uma transição energética movida pela crescente demanda, inovações tecnológicas, mudanças geopolíticas e preocupações ambientais, que transformam o sistema energético da sociedade.

Dessa forma, com esse avanço algumas energias renováveis vão atingir um destaque maior em relação a outras fontes de energia. Um exemplo disso será o aumento de produção e distribuição da energia eólica e principalmente da energia solar.

Impacto da pandemia no setor de energia

A pandemia do novo Coronavírus impactou a economia e o sistema de muitos países. O setor de energia também foi gravemente afetado pela desaceleração das atividades econômicas e com a redução de fluxos de comércios, transportes e pessoas.

De acordo com um levantamento realizado pela Agência Internacional de Energia (IEA), os países em isolamento social sofreram uma redução de 25% da demanda de energia e os que optaram por um distanciamento social parcial registraram uma queda de 18% no consumo de energia.

Apesar dos efeitos colaterais positivos, o setor de energia sentiu o impacto o que os fez acordar para uma possível transição energética por parte dos consumidores.

O que é a transição energética

A transição energética, antes de mais nada, é a troca de modelos altamente poluentes de geração de energia por fontes renováveis e que causam menor impacto ambiental.

Ela ocorre após algum impacto significante na humanidade. Assim, após sofrerem na pele os impactos humanos sobre a natureza, as indústrias do setor começam a desbravar as opções de energias sustentáveis como, a energia solar, uma das mais conhecidas.

Energia sustentável para o pós-pandemia: energia solar

Por fim, a transição energética vai marcar uma das mudanças que o mundo viverá com o fim da pandemia. A humanidade tem percebido os impactos das suas ações na natureza e o novo Coronavírus é um resultado disso.

Sendo assim, a transição energética, para meios mais sustentáveis, como a energia solar, vai ser um novo patamar alcançado no pós-pandemia. A previsão é que apenas neste ano, a geração de energia renovável pode crescer 40% e a energia a base de carvão deve diminuir 10%.

A energia solar é uma fonte de energia alternativa, renovável e sustentável. A principal característica desta forma de energia é utilizar o sol como fonte de energia. Ela pode ser aplicada de diversas formas, como, por exemplo, aquecimento solar, energia fotovoltaica e energia heliotérmica.

A energia solar tem sido uma das soluções mais adotadas por aqueles que buscam pela transição energética. Por usar a luz do sol como fonte de energia, a tecnologia não causa nenhum dano à natureza e pode ser aproveitada tanto para fins domésticos como para meios empresariais e até mesmo em áreas rurais. A aplicação é infinita.

Em resumo, por ser uma fonte inesgotável e limpa de energia, a energia solar oferece mais benefícios do que muitas outras fontes de energia sustentáveis.

A transição energética e a implantação de tecnologias, como a energia solar, vão ser as saídas sustentáveis com o fim da pandemia, uma vez que, alerta em como o ser humano está ligado aos impactos ambientais que causam pandemias como a vivida neste momento.

Acompanhe mais notícias sobre Energia Solar como essa por aqui, ou em nossos canais do Facebook e Instagram.

Veja mais